Gestão

5 maneiras simples do empreendedor de um pequeno birô fazer gestão de pessoas e ganhar competitividade

Birôs de impressão, principalmente os de solução digital, são de pequeno e médio portes, um grupo em que 6 em cada 10 empresas que fecham as portas nos primeiros 4 anos de vida apresentam evidências de gestão ineficiente, de acordo com o Sebrae. Para fugir dessa regra, os empreendedores precisam buscar iniciativas que promovam a governança do negócio, sendo a contratação e organização dos funcionários um ponto de atenção devido à ausência de um profissional de recursos humanos ou mesmo de conhecimento sobre o assunto. É preciso ter em mente que cuidar adequadamente dessa área impacta na oferta de produtos e serviços mais competitivos e atrativos.

Evitar a alta rotatividade e a perda de bons talentos é o que toda empresa precisa em um período de crise como o que o Brasil está passando. Isso significa lançar forças em atração, seleção e desenvolvimento de um ambiente positivo. Especialista da Fundação Nacional da Qualidade, Francisco Teixeira Neto acredita que o sucesso está ligado às pessoas que integram a empresa e a gestão feita de forma eficiente possibilita que isso ocorra. Acompanhe 5 dicas para começar o trabalho de gestão de pessoas hoje mesmo.

1- Contrate a pessoa certa. Avalie se o candidato tem o perfil adequado para a vaga aberta, o que envolve ter as competências para a função, além de se identificar com o negócio e os valores do estabelecimento.

2- Avalie as competências do colaborador. Isso tem relação com conhecimento, habilidade e atitude. De acordo com Neto, o conhecimento e a habilidade podem ser desenvolvidos com capacitação e treinamentos, porém, possuir a atitude desejada nem sempre está explícito no colaborador e precisa ser investigado mais profundamente.

3 – Ofereça benefícios e atrativos. Salários compatíveis são desejáveis, contudo uma empresa pequena pode compensar algumas diferenças com benefícios ou atrativos que nem sempre provocam custos a mais na folha. Flexibilidade de horário, trabalho a distância e participação do processo decisório são exemplos dados pelo especialista.

4- Trabalhe com avaliação. A cultura de dar e receber avaliações impacta positivamente no desempenho da empresa, pois evita desperdícios de tempo lidando com intrigas e mal-entendidos.

5 – Capacite e desenvolva as pessoas. A capacitação e o desenvolvimento da equipe podem ser feitos internamente, sim, o que não significa excluir o processo externo, mas pode ser uma opção na falta de recursos. Sendo assim, a dica é estimular os funcionários a descobrirem ou desenvolverem novas competências.

9

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *