Gestão

Sublimação: saiba quais problemas podem atrapalhar seus lucros

Popular no mercado têxtil, sublimação ganha espaço no exigente e competitivo segmento global de comunicação visual como oportunidade para novos negócios, “sem limites” para novos negócios, de acordo com o gerente da J-Teck, Fabrício Christoff. “Quem quer começar a empreender ‘pequeno’ pode pegar uma prensa de mesa. Investimento vai de R$ 2.000,00 até R$ 2 milhões”.

Essa facilidade deve-se à possibilidade de estampar tecidos compostos em 60% poliéster com melhor aderência da cor e ao uso ecologicamente correto que o processo oferece, pois alguns países não permitem o uso de solventes. Christoff comenta que em eventos e feiras realizados nos Estados Unidos e Alemanha, os estandes têm estrutura de madeira e que todo o restante é feito em tecido.

Por ser tão acessível, a sublimação pode passar por problemas que comprometem todo trabalho. Para que isso não aconteça o gerente da J-teck recomenda o uso de impressoras adequadas para o processo de sublimação. “Nada de adaptações”. As peças mais indicadas são as com microvieso.

Para não errar, seis dicas são indispensáveis:
1. Certifique-se que de a imagem foi impressa do lado certo. Um erro comum é espelhar para o lado errado;
2. Garanta a limpeza do ambiente de trabalho. “Poeira que cai no cabeçote da impressora digital estraga todo o trabalho”;
3. Assegure-se de que a pressão da prensa é a mesma em todos os lados da peça. A impressão pode ficar ruim se um lado pressionar mais do que o outro;
4. Controle a umidade do local de trabalho;
5. Preste atenção a temperatura do ambiente e da prensa. Dependendo do tipo de material, ela deve alcançar os 200°C por entre 18 e 25 segundos;
6. Informe-se sobre o material e a máquina que você vai usar.

16

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *